O Vinho no PIB do Chile

Dados gerais

O vinho contribui significativamente para a economia chilena. Movimenta 0,5% do produto interno bruto e emprega diretamente mais de 100.000 pessoas, das quais apenas 53% trabalham nos vinhedos (seguido de 19% em logística, transporte e comercialização, 17% em vinícolas, 9% em embalagens e 2% em produção).

Hoje, em todo o território chileno, existem 800 vinícolas ativas, 11.697 produtores e 394 empresas exportadoras deste produto, das quais 76% são PME (pequenas e médias empresas).



Além disso, o papel descentralizador do vinho no Chile deve ser destacado, já que 91% da área de vinhos, 92% das vinícolas e 85% do trabalho associados a essa indústria estão fora das regiões metropolitanas.

As regiões que concentram mais vinhedos são O’Higgins (32,7%) e El Maule (37,9%). A indústria do vinho é uma das mais importantes para o Chile. Deve-se notar que o vinho no Chile representa 5,7% das exportações (sem considerar o cobre), 16,5% das exportações agrícolas e, adicionalmente, geram 205 milhões de dólares em impostos.

Números Da Viticultura No Chile

· 0,5% do PIB chileno

· 100 mil empregos diretos

· 800 vinícolas em funcionamento

· 394 empresas exportadoras (76% PMEs)

· 5,7% das exportações do país

· 16,5% das exportações agropecuárias

· US$ 205 milhões em impostos arrecadados (sem contar o cobre)

· 91% das áreas cultivadas estão fora da região metropolitana

Valle do Maipo

O Vale do Maipo é uma das regiões vinícolas mais conhecidas do Chile, e ganhou grande reputação devido aos excelentes vinhos tintos produzidos na área. Os vinhedos são beneficiados por um suave clima mediterrâneo, com verões secos e quentes e invernos frios e úmidos. A região possui vinhedos na área oriental na pré-cordilheira dos Andes e vinhedos na área ocidental que são espalham pelos terrenos arenosos da cordilheira da costa. A principal variedade cultivada é o Cabernet Sauvignon, com vinhos complexos e bem estruturados. Outras variedades de tintos que prosperam na região são Merlot, Syrah e Carménère.

Cabernet Sauvignon

Reconhecida mundialmente, essa variedade é reconhecida por ser a base para o “rei” dos vinhos tintos. A cepa Cabernet Sauvignon tem hoje no Chile o seu segundo lar, desde sua chegada vinda da França em meados do século XIX. Essa uva de maturação tardia cresce nos vinhedos dos vales do Aconcágua, Maipo, Cachapoal e Colchagua, onde a alta insolação, a brisa que desce da Cordilheira dos Andes que causa noites frias e a ausência de chuva no verão permite um Cabernet de qualidade muito alta, com uma maturidade ótima com notas de frutas vermelhas, aromas de groselha negra, figos, cacau e até trufas.

O Sommelier Gianni Tartari indica esses vinhos do Chile:



#chile #cabernet

Fonte: Wines of Chile Brasil

4 visualizações

©2020 por Gianni Tartari Sommelier Profissional.